PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Dicas de Vestibular

A internet e os movimentos sociais: as ideias de Manuel Castells no Enem

Dicas de Vestibular

03/12/2021 17h21

*Por Marcelo Ribeiro de Carvalho, professor do Anglo Vestibulares

Como os temas relacionados à Sociologia Contemporânea são os mais cobrados no Enem, um pensador que costuma aparecer com frequência e que merece destaque é o sociólogo espanhol Manuel Castells, ganhador, em 2012, do Prêmio Holberg, uma espécie de Nobel das ciências sociais. Da sua vasta obra — afinal, é autor de quase 50 livros —, duas temáticas se sobressaem: a internet e os movimentos sociais.

Com relação à internet e seus impactos na sociedade, Castells propôs o conceito de sociedade em rede para caracterizar a estrutura social emergente na era da informação, substituindo gradualmente a sociedade da era industrial. A sociedade em rede é global, mas com características específicas para cada país, de acordo com sua história, sua cultura e suas instituições. Trata-se de uma estrutura em rede que se torna a forma predominante de organização de qualquer atividade. Essa estrutura não surge por causa da tecnologia, mas devido a exigências do mercado em relação à flexibilização dos negócios e das práticas sociais, que só se tornaram possíveis graças às tecnologias da informática presentes nas redes de comunicação.

Por outro lado, o sociólogo denuncia que não há privacidade nas redes, pois as empresas utilizam os dados pessoais e os vendem, e os usuários que gostam de "inteirar-se" da vida dos outros (por meio das redes) o fazem. A novidade é que antes só os poderosos podiam espionar, agora qualquer cidadão com um celular pode gravar os poderosos. Para Castells, os dados pessoais foram transformados em mercadorias e as empresas do Vale do Silício prestam serviços que são pagos com dados pessoais. Em compensação, se as redes sociais não podem garantir a liberdade, elas tornam mais difícil a opressão, pois, se é possível identificar e punir o mensageiro, uma vez na rede, não é mais possível deter a mensagem.

Em relação à política, Castells afirma que "a comunicação em rede está revitalizando a democracia". Ele identifica os traços característicos dos movimentos sociais da sociedade em rede, como movimentos que articulam a presença na internet com a presença espontânea nas ruas e praças, são movimentos descentralizados, que surgem espontaneamente da indignação contra a injustiça, sem organização partidária e sem liderança centralizada. Seus temas e origens são muito diversos, mas repetem as mesmas formas e em todos eles o espaço de autonomia que a rede representa é essencial.

Esses movimentos são um sintoma da crise da democracia representativa atual, dominada por partidos a serviço deles mesmos e não dos cidadãos, eleições controladas pelo dinheiro e pelos meios de comunicação, corrupção sistêmica de todos os partidos políticos e em quase todos os países. A comunicação em rede oferece enormes possibilidade de incrementar a participação cidadã ao invés de reduzir a democracia a um voto midiatizado a cada quatro anos. Com as redes, a sociedade se expressa através de formas autônomas de debate, organizando manifestações online e nas ruas, revitalizando a democracia.

Em Sociologia, é muito comum que as questões apresentem fragmentos da obra de importantes pensadores e exijam de vocês uma leitura atenta, uma interpretação criteriosa e a escolha de uma alternativa que seja pertinente ao raciocínio do autor apresentado. Fiquem atentos e bons estudos!

Sobre os Autores

O Dicas de Vestibular é produzido e atualizado pelos professores do Anglo Vestibulares e do Sistema Anglo de Ensino.

Sobre o Blog

Neste espaço, o estudante encontra temas da atualidade, conteúdos que mais caem nas provas e dicas para se sair bem nos processos seletivos e no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O conteúdo também é útil aos interessados em provas de concursos.

Dicas de Vestibular