Topo
Dicas de Vestibular

Dicas de Vestibular

Histórico

Estratégias de estudo testadas pela ciência

Dicas de Vestibular

29/04/2019 14h15

* Por Fernanda Vernier, professora do Anglo Vestibulares e do Colégio Anglo São Paulo

Não há dúvidas de que, para ter sucesso no vestibular, são necessárias muitas horas de estudo e dedicação. Mas, se você alguma vez já se perguntou se existem formas mais eficientes de estudo, que produzam resultados melhores, com um mesmo tempo de dedicação, talvez a psicologia e a neurociência possam te ajudar a encontrar a resposta. É claro que não existem fórmulas mágicas quando se trata desse assunto, mas certos experimentos mostram que algumas mudanças ou pequenas estratégias de estudo testadas pela ciênciainserções podem ter resultados muito satisfatórios.

A seguir você encontrará três dicas de estudo retiradas do livro "Como Aprendemos", do autor Benedict Carey. O livro se propõe a comentar estratégias de estudo testadas pela ciência, que sejam simples de seguir e que não demandem necessariamente grandes alterações na sua rotina de estudos. Vale a pena tentar.

1- Fazer testes sobre um assunto antes de assistir uma aula ou ler sobre ele: Pode parecer estranho tentar resolver questões antes de dominar completamente um tópico, mas existem pesquisas que apontam para a eficiência desse método. Um experimento conduzido na universidade de UCLA, nos Estados Unidos, mostrou que alunos que eram expostos a testes sobre um assunto alguns dias antes de assistirem as aulas, tinham uma melhora de 10% em seu desempenho nos exames finais. Existem algumas teorias sobre a razão desse ganho, mas nenhuma definitiva. Ainda assim, melhorar em 10% seu rendimento não parece nada mal, não é mesmo?

2- Espaçar as sessões de estudo: Digamos que você decide estudar um assunto por três horas. Será que faz diferença estudar tudo no mesmo dia ou quebrar o estudo em três seções de uma hora? Sim, faz diferença, e muita! Em alguns casos o efeito do espaçamento pode dobrar sua capacidade de reter um conteúdo. Desta forma, realizar uma pequena revisão dos assuntos chaves uma ou duas semanas depois de tê-los aprendido é uma ótima estratégia de estudo. Espaçar as sessões de estudos ajuda não apenas a reter os tópicos, mas também a mantê-los frescos na memória, de modo que é mais provável que você tenha eles na ponta da língua no momento mais necessário: a prova.

3- Estudar tópicos de maneira intercalada: Quando você decide fazer os exercícios da aula de movimento retilíneo uniforme na física, não existem muitas dúvidas sobre qual equação usar para "atacar" o exercício número um da tarefa. É quase certo que usaremos a equação recém-estudada. Porém, em um ambiente de prova, as questões aparecem com temas em ordens inesperadas, e saber qual teoria aplicar é uma grande parte do trabalho necessário para resolver as questões. Treinar com exercícios fora de ordem, resolvendo provas antigas, por exemplo, é um jeito de treinar a percepção de quando usar uma ferramenta teórica. Dessa forma, intercalar temas dentro de uma mesma disciplina na hora de estudar é uma poderosa ferramenta de estudo.

Se você ficou curioso por mais dicas de estudo, vale a pena conferir o livro todo. O aprendizado e transmissão de conhecimento são umas das maiores conquistas humanas. Entender como podemos aproveitar ao máximo as nossas horas de estudo é útil não só para a época pré-vestibular, com também ao longo de toda a nossa vida de estudante. E somos sempre estudantes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre os Autores

O Dicas de Vestibular é produzido e atualizado pelos professores do Anglo Vestibulares e do Sistema Anglo de Ensino.

Sobre o Blog

Neste espaço, o estudante encontra temas da atualidade, conteúdos que mais caem nas provas e dicas para se sair bem nos processos seletivos e no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O conteúdo também é útil aos interessados em provas de concursos.