Dicas de Vestibular

Arquivo : Dicas de estudo

Como se preparar para a prova da segunda fase da Unesp
Comentários Comente

Dicas de Vestibular

Em breve a Unesp vai realizar a 2ª fase do seu vestibular. Só para lembrar, ela é assim dividida:

1º dia: 24 questões, sendo 12 de Ciências Humanas (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e 12 de Ciências da Natureza e Matemática (Biologia, Química, Física e Matemática).

2º dia: 12 questões de Linguagens (Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação Física e Arte) e uma redação.

Fica evidente, assim, que seu vestibular dá muita ênfase para a área de humanas. Além disso, a prova inclui na programação Filosofia e Sociologia, o que não acontece no vestibular da Fuvest, por exemplo.

O candidato não pode esquecer que a redação é fundamental, por representar uma parte significativa da média final –  do total de 100 pontos, ela vale 28.

A redação no vestibular da Unesp exige um texto dissertativo-argumentativo, no qual o candidato deve desenvolver uma análise de acordo com o tema e o recorte proposto nos textos auxiliares.

Também é sempre bom lembrar que, na Unesp, a redação é anulada se o texto fugir ao tema e/ou ao gênero solicitado, se apresentar menos de sete linhas ou ainda se a letra estiver ilegível, entre outros casos. Vale ler com atenção o manual do candidato.

Portanto, o melhor jeito de se sair bem é continuar treinando, de preferência fazendo uns dois textos por semana até o dia da prova para não perder o ritmo.

Na área de exatas, é muito importante elaborar uma resolução clara, bem organizada e demonstrar bem os cálculos e as aplicações.

O tempo médio para resolver cada questão é bem razoável: uns 11 minutos no primeiro dia, e cerca de 12 minutos, no segundo, mais a redação.

Uma outra sugestão é resolver provas de anos anteriores, pois assim o candidato pode revisar a matéria e treinar para fazer tudo no tempo estipulado.

Resumindo, podemos dizer que o vestibular da Unesp é consistente, bem elaborado e que prestigia, de forma justa, o candidato que estudou.


4 dicas de como se comportar na semana entre as provas do Enem
Comentários Comente

Dicas de Vestibular

No último domingo (05.11.2017), foi realizada a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), inaugurando o calendário 2017/2018 dos grandes vestibulares de aplicação nacional. Nesta semana em que antecede o seu segundo dia de aplicação, com as provas de Ciências da Natureza e Matemática, é muito comum que os estudantes se questionem sobre o que fazer, sobre a estratégia para obter o melhor desempenho possível no próximo domingo. Esse texto dará quatro importantes dicas sobre o assunto:

  1. Neste momento, foque na próxima prova, independente do seu desempenho nas provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação.

É muito comum que um desempenho abaixo do esperado pelo aluno acabe por desestimulá-lo nos estudos e na realização das provas do próximo domingo. Não faça isso! Esta prova, diferente de outros tradicionais vestibulares, utiliza o método da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que busca a coerência de acertos do candidato. Dessa forma, a quantidade de acertos dificilmente corresponderá à nota final do candidato, uma vez que as questões possuem pesos distintos e dependerá do conjunto de acertos obtidos na prova. Se não é possível aferir a nota de fato obtida, não há motivo para se preocupar com ela agora.

  1. Ainda faltam 40% das provas do Enem 2017: sua nota final ainda não está definida.

            No próximo domingo ainda serão definidas duas das cinco notas do Enem: Ciências da Natureza e Matemática. Nesse sentido, sua média final para concorrer às vagas oferecidas pelo SISU, por enquanto, está um pouco longe de estar fechada. Principalmente nos cursos e universidades mais concorridas, o próximo dia de prova será definitivo para a conquista da sua vaga. Pense nisso!

  1. Tire boas lições com o primeiro dia de prova.

Para muitos, o último domingo foi a largada para os vários vestibulares desta temporada. Sendo assim, faça uma avaliação do que deu certo e do que poderia ter sido melhor. Tempo de sono, horário de acordar, alimentação, deslocamento para o local do exame, ida ao banheiro durante a prova: esses e outros elementos podem ser fundamentais para o bom desempenho do candidato.

Além disso, corrigir as questões erradas, embora não ajude diretamente para o segundo dia do Enem, sem dúvida irá contribuir para os vestibulares das próximas semanas. Não é incomum os temas se repetirem. Corrigir as provas realizadas é uma boa forma de revisar os conteúdos em que você tenha maior dificuldade.

  1. Mantenha o ritmo de estudos, revise as matérias com maior dificuldade, não cometa excessos.

Nesta semana, o mais importante é o aluno manter a rotina de estudo, focando, é claro, nas provas de Ciências da Natureza e Matemática. Opte por revisar aqueles assuntos que possui maior dificuldade e que, tradicionalmente, costumam estar mais presentes na prova. Este não é o momento para exageros: concilie estudo, boa alimentação e descanso.


Veja maneiras diferenciadas de estudar Biologia nas férias
Comentários Comente

Dicas de Vestibular

As férias chegaram, enfim! E agora, o que eu faço?

Pois é, estudantes têm sempre essa dúvida. Afinal, é uma felicidade que chega, mas por ser um período menos intenso de estudos, vem a sensação de que devemos estar fazendo algo mais produtivo, para atingir o objetivo de ingressar na faculdade desejada.

Pensar assim é normal, e passa pela cabeça de todos. Aqui vão duas estratégias para organizar as férias:

Se você estiver com muito cansaço, é muito importante que inicie as férias descansando, distraindo a mente com lazeres bem agradáveis. Depois disso, é bem produtivo retomar os estudos em ritmo mais suave do que o período de aulas.

Mas, se você estiver muito bem, em bom estado físico e mental, pode aproveitar e se dedicar aos estudos e ao descanso, de modo que não chegue sem energia para o segundo semestre.

Agora, a pergunta que todos se fazem: existe outro jeito para estudar, sem ter de usar apostilas, livros e o site do cursinho o tempo todo?

Sim, é possível estudar sem ter aquela sensação de “maratona”. Aí vão algumas dicas:

Visite museus e zoológicos. Você vai ficar cara a cara com coisas que aprendeu em livros e vídeos.

Os canais de TV são fonte de muita coisa relevante. Fique atento às programações e selecione as mais interessantes.

Na internet, você pode acessar vídeos muito bons! Confira a lista especialmente selecionada para você:

Sobre o CRISPR-CAS 9, assunto novo da genética, que já está caindo nas provas

Reprodução

Ciclo reprodutivo do HIV

Produção de RNA no núcleo da célula e a produção de proteínas no citoplasma

A relação entre o material genético e as características dos seres vivos

Mitose

Meiose

Reprodução

Desde a fecundação até o nascimento

Evolução biológica – O que Darwin nunca soube

Digestão humana

Sistema excretor humano (em inglês e com legendas em português)

Reprodução

Impulso nervoso e sinapse sem locução, você mesmo tem que reconhecer os eventos que acontecem

Como atuam os esteroides

A ação da insulina

Condução de seivas em plantas

Reprodução

Fotossíntese no cloroplasto

Também sobre fotossíntese, porém é muito mais completo

Ciclo reprodutivo e bem detalhado das angiospermas

A dupla fecundação em angiospermas

Reprodução

 

Estude com criatividade. Tenha ótimas férias!


6 dicas para retomar os estudos depois das férias
Comentários Comente

Dicas de Vestibular

*Por Daniel Perry

Volta as aulas

Com o fim das férias de inverno o vestibulando caminha para os meses decisivos rumo aos principais vestibulares e ao Enem. E, nesse momento, é comum surgir a dúvida: o que fazer para meus estudos se tornarem mais eficientes na reta final?

A seguir, veja 6 elementos que devem fundamentar sua preparação:

  1. GARRA

Se o primeiro semestre foi difícil, cheio de altos e baixos, se aulas e horas de estudo foram perdidas, acalme-se, dá tempo de recuperar muita coisa ainda. Mas, para isso, é preciso garra para superar o desânimo e o cansaço. Se não conseguir melhorar, não tenha vergonha em conversar e procurar ajuda. Busque não faltar às aulas, ser pontual e se manter concentrado. Cada minuto é importante, toda aula tem algo novo.

  1. DISCIPLINA

Depois das aulas – presenciais ou virtuais – é necessário estudo. Na aula se entende, estudando em casa se aprende. Estabeleça um cronograma de tarefas e cumpra-o. Para não se cansar muito, a cada 1h ou 2h no máximo, dê uma pequena pausa e mude de matéria. Intercalar exatas e humanas ao longo do dia também evita o estresse e confere maior dinamismo aos estudos.

  1. FOCO

Definir a carreira e as faculdades que se deseja ingressar contribui para se preparar com maior objetividade. Leia o edital dos vestibulares e faça provas de anos anteriores para “pegar o jeito”. Pesquise sobre os assuntos que tem maior incidência e estude-os com maior intensidade. Não perca tempo com notas de rodapé e temas que pouco ou nunca caem. Evite a repetição de exercícios que são banais para você, tente se desafiar com questões mais abrangentes.

  1. ESTRATÉGIA

Vestibular não é só conteúdo, é estratégia também. E para desenvolver um método eficaz de se realizar provas, é preciso praticar. Faça simulados. Conheça sua realidade como estudante, seus pontos fortes e fracos. A partir desse treino, defina a lógica que é mais eficiente para você. No dia do exame, execute-a. Não improvise.

  1. REPERTÓRIO

Se mantenha antenado. Acompanhe os principais acontecimentos políticos no Brasil e no Mundo. Entenda o que se debate na economia. E tome um “banho” de cultura: cinema, teatro, exposições, espetáculos de música e dança. O repertório amplo te dará substância. E segurança na hora dos exames.

  1. EQUILÍBRIO

Estudar como um louco é um grave erro. Depois de um mês, você não aguentará mais. Mantenha uma rotina equilibrada, com as devidas horas de descanso e lazer. Não se isole, o convívio com familiares e amigos ajuda demais a suportar a pressão.

daniel_perry


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>